SOBRE A ARQUIA/BOLSAS 2019

A Fundação Arquia atribui, anualmente, vinte e quatro bolsas a estudantes e jovens arquitetos de Faculdades espanholas e portuguesas, destinadas à realização de estágios profissionais em vinte ateliers europeus de arquitetura, entre os quais há 5 prémios Pritzker. Na mesma convocatória, 1 das bolsas destina-se à realização de um estágio de Gestão Cultural na Fundação Arquia, 3 bolsas destinadas à realização de estágios na Administração Pública, Ministério do Fomento, Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento de Madrid e outras 2 bolsas a jovens arquitetos, destinadas à realização de estágios profissionais na Fundação Metrópoli de Madrid. São atribuídas mais 2 bolsas de Matrícula para a participação no Campus de Ultzama, organizado pela Fundação Arquitetura e Sociedade. 20 bolsas destinam-se aos candidatos com o melhor Curriculum Académico e 12 aos vencedores do concurso de projetos, proposto por um único júri convidado pela Fundação Arquia para cada edição. A duração dos estágios é de 6 meses e os realizados no Ministério do Fomento ou na Fundação Metrópoli podem ser prorrogados por mais 6 meses. As bolsas de matrícula têm uma duração de 2 semanas.

As bolsas pretendem dar aos candidatos a possibilidade de complementar, através de estágios profissionais, os conhecimentos adquiridos durante a sua formação e contribuir para a aproximação entre o contexto profissional e académico, facilitando o acesso dos beneficiários a ateliers de arquitetura qualificados.
O programa promove igualmente a mobilidade dentro da Europa, entendendo-a como um fator enriquecedor de desenvolvimento pessoal. O estágio realizar-se-á, necessariamente, num atelier de arquitetura localizado numa comunidade autónoma que não a de residência ou de estudo do bolseiro.

O programa de bolsas realiza-se anualmente desde 2000 e, atualmente, está a ser levada a cabo a XVII convocatória. Até ao momento, foram concedidas 411 bolsas a estudantes e arquitetos provenientes de todas as Faculdades de Arquitetura espanholas.

Os ateliers profissionais, com os quais a Fundação Arquia acorda a admissão de bolseiros, são selecionados pelos estudantes das Faculdades de Arquitetura espanholas como os seus favoritos para realizar estágios profissionais, através de Inquéritos on-line efetuados pela Fundação Arquia, a cada 3 anos por meio de um inquérito on-line.

A Fundação Arquia subsidia o bolseiro com uma verba financeira de 7000 € (destinos nacionais) e 9000 € (destinos estrangeiros). Também assume os gastos com a deslocação para o local dos estágios e oferece ao bolseiro cobertura em termos de assistência em viagem e contribuições para a Segurança Social, conforme o caso.

FAQ 2019

Quem pode participar?

Podem participar os estudantes que estejam matriculados no ano letivo 2018/2019, numa Faculdade de Arquitetura espanhola ou portuguesa e que tenham obtido, no mínimo, 60% dos créditos necessários para a obtenção do diploma universitário para o exercício da profissão de arquiteto.
Podem participar também os jovens arquitetos que tenham obtido o diploma universitário para o exercício da profissão de arquiteto numa Faculdade de Arquitetura espanhola ou portuguesa, ou fora destes países e homologado em algum destes países após 30 de abril de 2017.
Não podem candidatar-se à bolsa os candidatos que tenham beneficiado de uma bolsa da Fundação Arquia numa convocatória anterior.
Não podem participar os alunos de Universidades estrangeiras que estejam a estudar, temporariamente, numa Faculdade de Arquitetura espanhola através do programa ERASMUS.

Qual é o período de inscrição?

A inscrição pode ser realizada a partir da primeira semana de janeiro até às 12 horas (hora peninsular espanhola) do dia 30 de abril de 2019, através do website da Fundação Arquia http://fundacion.arquia.es/bolsas/Convocatoria/2019.

Como posso inscrever-me?

A inscrição no programa de bolsas só pode ser realizada através do sistema de inscrição on-line, preenchendo o formulário específico e clicando no botão “Inscrição Convocatória 2019” no website FQ (concursos>bolsas>edição 2019)

Quais são as Modalidades de participação?

Existem 2 formas de participação: CONCURSO e CURRICULUM. Através da Modalidade CURRICULUM, pode candidatar-se à realização de estágios num dos 24 ateliers de arquitetura mencionados nas condições, na Fundação Arquia, na Administração Pública dependente do Ministério do Fomento, Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento, na Fundação Metrópoli e no Campus de Ultzama; através da Modalidade CONCURSO, pode candidatar-se à realização de estágios apenas num dos 24 ateliers de arquitetura mencionados nas condições.

Como posso participar?

Pode participar numa das modalidades ou em ambas na mesma convocatória. Para se candidatar também à realização de estágios na Fundação Arquia, na Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento, na Fundação Metrópoli e/ou no Campus de Ultzama, deve selecioná-los, o que permitirá aos estudantes de Faculdades espanholas ter 6 opções possíveis de acesso a uma bolsa na presente edição e aos estudantes de Faculdades portuguesas, 5 opções.

  • - Se participar através da modalidade “concurso”, o participante ficará inscrito quando marcar a caixa indicada da referida modalidade. O envio da documentação solicitada nas condições (ver secção 3. 2.) deve ser efetuado na “área privada” de cada participante.
  • - Se participar através da modalidade “Curriculum”, para se candidatar à realização de estágios num dos 24 ateliers de arquitetura, o participante ficará inscrito depois de marcar a caixa correspondente a essa modalidade e depois de preencher os dois campos onde se solicitam as médias das disciplinas aprovadas. Segundo as indicações do Anexo 1 das condições do concurso, serão calculadas, por um lado, todas as disciplinas aprovadas do curso (incluindo as do departamento de Projetos) e, por outro lado, apenas as disciplinas aprovadas pertencentes ao departamento de Projetos.
  • - Para se candidatar aos estágios na Fundação Arquia, os interessados que cumpram os requisitos especificados nas condições deverão selecionar a caixa correspondente.
  • - Para se candidatar aos estágios na Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento , os interessados que cumpram os requisitos especificados nas condições deverão selecionar a caixa correspondente.
  • - Para se candidatar aos estágios na Fundação Metrópoli, os interessados que cumpram os requisitos especificados nas condições deverão selecionar a caixa correspondente.
  • - Para se candidatar aos estágios no Campus de Ultzama, os interessados que cumpram os requisitos especificados nas condições deverão selecionar a caixa correspondente.

Como se realiza a atribuição das bolsas?

Após o encerramento da convocatória, inicia-se o processo de pré-seleção prévio à publicação dos resultados.

  • - Na opção Curriculum Académico, as bolsas serão distribuídas proporcionalmente ao número de inscrições recebidas nesta modalidade por centro de estudos. Uma vez determinado o número de bolsas por centro ou por grupo de centros, os pedidos serão classificados de acordo com a soma da média das notas obtidas nas disciplinas aprovadas do curso e a média das notas obtidas nas disciplinas aprovadas dos Projetos. Desta forma, são pré-selecionados os candidatos com as melhores qualificações, de cada faculdade ou grupo de faculdades.
  • - Na opção “Concurso”, proceder-se-á à distribuição das dez bolsas proporcionalmente ao número de concorrentes apresentados por centro de estudos. Uma vez atribuído o número de bolsas por escola ou grupo de escolas, o Júri efetuará uma revisão das propostas apresentadas procedendo à seleção das dez propostas finalistas.
    Uma vez pré-selecionados os 12 candidatos da modalidade concurso, escolhidos pelo júri único e os 20 candidatos da modalidade curriculum, efetuar-se-á a verificação dos dados enviados na inscrição. Para tal, solicitar-se-á aos alunos participantes uma cópia do curriculum académico, com o intuito de verificar o cumprimento dos créditos aprovados. (No caso dos participantes selecionados por curriculum, dever-se-á indicar quais as disciplinas pertencentes ao departamento de Projetos).

Qual é a ordem de atribuição das bolsas na modalidade curriculum académico?

Em primeira instância, serão atribuídas as 12 bolsas destinadas a estágios em ateliers europeus a alunos de arquitetura ou arquitetos recém-diplomados, de acordo com a ordem de prioridade das notas do seu curriculum académico; posteriormente e também por ordem de prioridade, será atribuída a bolsa da Fundação Arquia entre os candidatos que tenham selecionado a opção correspondente. Em seguida, serão atribuídas as 3 bolsas para a realização de estágios na Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento, aos participantes que as tenham solicitado. As 3 bolsas serão concedidas a Faculdades de áreas geográficas distintas.
Posteriormente, serão atribuídas as 2 bolsas para a realização de estágios na Fundação Metrópoli aos arquitetos recém-diplomados interessados em Urbanismo, Inovação e Desenvolvimento da Cidade, que o tenham solicitado e de acordo com a ordem de prioridade. As bolsas serão concedidas a Faculdades de áreas geográficas distintas.
Em última instância, serão atribuídas as 2 bolsas de Matrícula para a participação no Campus de Ultzama.

Como são escolhidos os ateliers de destino?

Uma vez verificados os dados, e antes da publicação dos resultados, será comunicada individualmente aos candidatos que sejam selecionados a obtenção da bolsa.
A partir desse momento, a comunicação com os bolseiros, além de se realizar através da sua área privada e por email, também poderá ser efetuada por correio ou por telefone.
Em primeira instância, a Fundação pedirá aos bolseiros selecionados que realizem os estágios profissionais num atelier europeu de arquitetura, fornecendo una lista com a ordem de preferência dos 24 ateliers propostos. Após processar as informações fornecidas pelos 24 vencedores, a Fundação comunicará a cada bolseiro o seu atelier de destino.

Quando são publicados os resultados?

Durante a primeira semana do mês de julho do ano corrente.

Será assinado um Contrato de Estágio?

Sim, após a atribuição e antes da sua integração no atelier de destino, o bolseiro assinará um contrato de estágio com a Fundação Arquia. Ser-lhe-ão enviadas duas cópias assinadas pelo diretor, devendo devolver uma assinada por ele(a). Além disso, deverá enviar através da sua “área privada” o seu curriculum vitae, para que a Fundação o apresente ao atelier de destino.

O bolseiro pode ser recusado pelo atelier de destino?

Sim, tanto os ateliers de destino europeus como a Fundação Arquia, a Administração Pública, Ministério do Fomento, Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento, a Fundação Metrópoli ou a Fundação Arquitetura e Sociedade têm o direito de não aceitar o bolseiro, sem que este possa exigir qualquer indemnização por parte da Fundação.

Como é efetuado o pagamento aos bolseiros?

Em primeiro lugar, o bolseiro deverá abrir uma conta à ordem na Arquia Banca e comunicar o número à Fundação. Na referida conta, serão depositados seis pagamentos mensais correspondentes ao período de realização do estágio.
O primeiro pagamento será efetivado após a receção da declaração do início de estágio por parte do gabinete e não antes dos 15 dias prévios à data prevista.
Para poder efetuar o sexto e último pagamento, o bolseiro deverá entregar à Fundação uma carta de conformidade por parte do gabinete de destino ou da Administração Pública, Ministério do Fomento, Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento ou da Fundação Metrópoli, conforme o caso. Além disso, deverá entregar um questionário e um dossier em formato PDF onde descreve a sua experiência, que poderá obter e preencher na sua “área privada”. Os referidos documentos serão publicados na página web da Fundação.
Os vencedores da bolsa para a realização de estágios na Fundação Metrópoli poderão prolongar o seu período de estágio até um ano, a critério da Fundação Metrópoli.
A Fundação Arquia pagará à Fundação Arquitetura Sociedade as taxas de matrícula.
Além disso, serão pagas as despesas de deslocação.
Todos os pagamentos estão sujeitos às contribuições para a Segurança Social e IRPF em vigor.

A Fundação Arquia efetuará os pagamentos à Segurança Social?

Sim, fá-lo-á conforme o caso. Além disso, oferece ao bolseiro cobertura em termos de assistência em viagem. O Cartão Europeu de Seguro de Doença, necessário para utilizar nos destinos europeus, deverá ser solicitado pelo beneficiário.

Quando se realiza a “Cerimónia de Entrega” das bolsas?

A “Cerimónia de Entrega” das bolsas realizar-se-á no mês de outubro e todos os bolseiros deverão assistir. No âmbito da referida cerimónia, realizar-se-á um percurso arquitetónico pela cidade escolhida.

Quando é possível realizar os estágios no atelier de destino?

A data para a realização dos estágios deve ser acordada entre o bolseiro, o gabinete atribuído, a Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Solo ou a Fundação Metrópoli, conforme o caso. A Fundação Arquia facilitará ao bolseiro os dados de contacto. De acordo com as indicações nas condições, o bolseiro deverá ter disponibilidade para iniciar o estágio no prazo de 6 meses a partir da data de concessão da bolsa, isto é, deverá iniciar o seu estágio antes de 30 de janeiro de 2019, salvo mútuo acordo com o respetivo atelier ou entidade de destino. Por sua vez, como o prazo para a realização de estágios na Fundação Metrópoli, Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento poderá prolongar-se mais 6 meses, será assumido, portanto, o prolongamento correspondente à data de conclusão.
Este prazo pode ser excedido, caso o gabinete, a Fundação Arquia, Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento ou a Fundação Metrópoli estejam de acordo.

Qual é a duração do estágio?

A duração do estágio será de 6 meses e, no caso da Fundação Metrópoli e da Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento, o referido período é renovável por mais 6 meses, a critério de tais entidades.

Qual é a dotação económica da bolsa?

Durante o período de estágio, a Fundação Arquia subsidiará o bolseiro com uma bolsa no valor de 7000 € (destinos nacionais) e de 9000 € (destinos internacionais). Caso seja renovado o período de seis meses na Fundação Metrópoli ou na Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento, a Fundação Arquia subsidiará o bolseiro com mais 7000 €.

Quem procura alojamento na cidade de destino?

O bolseiro deverá procurar alojamento na cidade de destino com a devida antecedência, em particular, nas cidades estrangeiras (pelo menos, dois meses antes).

O que devo fazer no final do estágio?

O bolseiro deverá enviar à Fundação um texto de conformidade do atelier, da Administração Pública, Ministério do Fomento, Direção Geral de Arquitetura, Habitação e Ordenamento ou da Fundação Metrópoli que comprove o total cumprimento do estágio. Ao mesmo tempo, o bolseiro deverá preencher o questionário e o dossier acordado no contrato, que poderá obter na sua “área privada”. Quando enviar a referida documentação, a Fundação procederá ao último pagamento.
Além disso, a fim de fazer uso dos novos meios de divulgação da plataforma web da Fundação, recomenda-se a entrega de um recibo de uma fatura (tipo telemóvel), com o relato da experiência vivida durante o estágio.
O bolseiro deverá enviar à Fundação o comprovativo dos gastos com o bilhete de volta, a autorização prévia do custo do mesmo, para que a Fundação cumpra as formalidades para o seu pagamento.

CONVÉNIOS

Com o objetivo de divulgar os mecanismos garantam a transparência utilizada pela Fundação Arquia nas suas atuações e procedimentos, são apresentados, em seguida, os TIPOS DE ACORDOS DE COLABORAÇÃO assinados entre esta Entidade, cada BOLSEIRO e os DESTINOS onde se realizam os estágios profissionais de arquitetura.



mi área privada