Notícias arquia / investigação


Cerimónia de entrega I Bolsa Arquia/ Real Academia de Belas Artes de San Fernando em Investigação 2015

03 JULIO 2015 / INVESTIGAÇÃO

Na passada quinta-feira, dia 2 de julho teve lugar a cerimónia de entrega da I Bolsa Arquia / Real Academia de Belas Artes de San Fernando de Investigação em Nova Iorque 2015.

O Júri desta primeira edição, formado por Fernando de Terán (Diretor da Real Academia de Belas Artes de San Fernando), Fernando Díaz-Pinés Mateo (Patrono da Fundação Arquia), Alberto Campo Baeza (arquiteto, membro permanente da Real Academia de Belas Artes de San Fernando) e Gerardo García-Ventosa (Diretor da Fundação Arquia), reuniu-se na passada terça-feira, dia 30 de junho de 2015, na sede da Arquia em Madrid. O Júri deseja manifestar as dificuldades da sua tarefa, já que à elevada participação, com mais de uma centena de candidaturas apresentadas, somou-se a elevada qualidade de muitas delas e lamenta que a decisão, necessariamente restringida a uma eleição única, obrigou a excluir propostas de interesse muito elevado.

Após uma ampla e minuciosa deliberação sobre cada um dos projetos apresentados, o Júri decidiu conceder a Bolsa ao projeto de investigação “Marginalidad vertical. Del rascacielos de la ciudad genérica a la post-verticalidad”, do arquiteto Pedro Colón de Carvajal Salís.

O projeto tem como objetivo construir os argumentos e definir as estratégias que permitam à verticalidade alcançar novas configurações, mais integradas com o seu meio (cidade), bem como mais interligadas entre si (comunidade). É com base neste objetivo que o conceito de pós-verticalidade é concebido, como um reflexo da mudança de paradigma destinado a melhorar a cidade contemporânea.

O arquiteto recebeu a Bolsa da mão de Javier Navarro Martínez, Presidente da Fundação Arquia e de Fernando de Terán Troyano, Diretor da Real Academia, durante a cerimónia de entrega realizada na Sala das Colunas da Academia, que reuniu o patronato da Fundação Arquia, Académicos e representantes das instituições do âmbito da arquitetura da Comunidade de Madrid.

A Fundação Arquia e a Real Academia de Belas Artes de San Fernando lançaram o programa de Bolsas em Investigação em Nova Iorque como resposta à falta de apoio específico existente atualmente para o desenvolvimento de projetos de investigação no âmbito da arquitetura. O objetivo do programa é o de criar as condições e proporcionar os meios para impulsionar a investigação em arquitetura realizada por arquitetos.

A bolsa permite aos arquitetos a realização de um projeto de investigação durante seis meses, no âmbito de uma instituição académica de prestígio em Nova Iorque, beneficiando da residência numa das cidades consideradas como centro de inovação, com uma grande atividade de criação cultural e divulgação do conhecimento.

O prazo de admissão de inscrição para a presente edição terminou no passado dia 17 de junho de 2015, com um total de 128 candidaturas. O êxito da participação da convocatória revela o grande interesse gerado pela iniciativa e reafirma a necessidade de uma bolsa com estas características.

 

 

mi área privada