IX concurso bienal. Júri

O júri do Concurso Bienal de Teses de Arquitetura é composto por arquitetos de prestígio reconhecido, oriundos de todas escolas de arquitetura do Estado. É proposto pelo diretor do concurso de teses,Carles Martí Aris, e ratificado pelo patronato da Fundação Arquia.

O júri do concurso de 2013 é composto pelos seguintes membros:

Xavier Monteys Roig (Presidente): Catedrático de Projetos Arquitetónicos da Escola Técnica Superior de Arquitetura de Barcelona.
Luís Martínez Santa–María: Professor de Projetos Arquitetónicos da Escola Técnica Superior de Arquitetura de Madrid.
María Melgarejo Belenguer: Professora de Desenho de Interiores—Projetos da Escola de Arte e Superior de Desenho de Valência.
Carlos Gómez Agustí: como Patrono e em representação da Fundação Arquia.

Atuará na qualidade de secretário, com voz mas sem voto, o diretor da coleção arquia/teses, Carlos Martí Arís, professor titular de Projetos da Escola Técnica Superior de Arquitetos de Barcelona.

Edições anteriores

CONVOCATÓRIA VIII, 2011
José Manuel López–Peláez, presidente (Universidade Politécnica de Madrid); Elisa Valero Ramos (Universidade de Granada); Cristina Gastón Guirao (Universidade Politécnica da Catalunha); Emilio Tuñón Álvarez (patrono da Fundação Arquia) e Carlos Martí Aris (diretor da coleção arquia/teses) sem voto, na qualidade de secretário.

CONVOCATÓRIA VII, 2009
Alberto Campo Baeza, presidente (Universidade Politécnica de Madrid); María Rubert de Ventós (Universidade Politécnica da Catalunha); Juan Carlos Arnuncio (Universidade de Valladolid); Fernando Díaz-Pinés, patrono da Fundação Arquia e Carlos Martí Arís (diretor da coleção arquia/teses, sem voto, na qualidade de secretário.

CONVOCATÓRIA VI, 2007
Juan Luis Trillo de Leyva, presidente (Universidade de Sevilha); María Teresa Muñoz Jiménez (Universidade Politécnica de Madrid); Ignacio Paricio Ansuátegui (Universidade Politécnica da Catalunha); Montserrat Nogués i Teixidor, outrora pertencente à Fundação Arquia e Carlos Martí Arís (diretor da coleção arquia/teses), sem voto, na qualidade de secretário.

CONVOCATÓRIA V, 2005
Alberto Ustárroz, presidente (Universidade de San Sebastián); Carmen Jordà (Universidade Politécnica de Valência); César Portela (Universidade da Corunha); Marta Cervelló, patrona da Fundação Arquia e Carlos Martí Arís (diretor da coleção arquia/teses), sem voto, na qualidade de secretário.

CONVOCATÓRIA IV, 2003
Helio Piñón Pallarés, presidente (Universidade Politécnica da Catalunha); Julio Grijalba Bengoetxea (Universidade de Valladolid); Carlos Labarta Aizpún (Universidade de Navarra); Javier Marquet Arola (presidente da Fundação Arquia) e Carlos Martí Arís (diretor da coleção arquia/teses), sem voto, na qualidade de secretário.

CONVOCATÓRIA III, 2001
Juan Navarro Baldeweg, presidente (Universidade Politécnica de Madrid); Josep Quetglas Riusech (Universidade Politécnica da Catalunha); Jorge Torres Cueco (Universidade Politécnica de Valência); Javier Díaz-Llanos La Roche, patrono da Fundação Arquia e Carlos Martí Arís (diretor da coleção arquia/teses), sem voto, na qualidade de secretário.

CONVOCATÓRIA II, 1999
Juan Antonio Cortés Vázquez de Parga, presidente (Universidade de Valladolid),;José Manuel Gallego Jorreto (Universidade da Corunha); José Antonio Sosa Díaz-Saavedra (Universidade de Las Palmas da Gran Canaria);, Gerardo García-Ventosa López, patrono da Fundação Arquia e Carlos Martí Arís (diretor da coleção arquia/teses), sem voto, na qualidade de secretário.

CONVOCATÓRIA I, 1997
Joan Busquets Grau, presidente (Universidade Politécnica da Catalunha); Gonzalo Díaz Recasens (Universidade de Sevilha); Gabriel Ruiz Cabrero (Universidade Politécnica de Madrid) e Carlos Martí Arís (diretor da coleção arquia/teses), sem voto, na qualidade de secretário.

mi área privada