Notícias Fundação arquia


O Arquia Banca e a Cruz Vermelha renovaram a sua parceria

30 MAYO 2018 / FUNDAÇÃO

O acordo promove um percurso de relançamento profissional específico e personalizado que fornece suporte, orientação e aconselhamento sociolaboral com ações destinadas a melhorar a empregabilidade. 

O Arquia Banca, a cooperativa de crédito para profissionais, através da Fundação Arquia, renovou a sua colaboração com a Cruz Vermelha Espanhola para apoiar os profissionais da arquitetura que viram os seus rendimentos drasticamente reduzidos após a recente crise no setor.

No passado dia 15 de maio, Javier Navarro, presidente do Arquia Banca e Leopoldo Pérez, secretário geral da Cruz Vermelha Portuguesa renovaram a sua colaboração que permitirá o apoio direto e personalizado, com vista a melhorar a formação dos profissionais e a sua adaptação às novas exigências do mercado de trabalho, a fim de os ajudar a encontrar novos setores de atividade profissional.

O desenvolvimento do programa, impulsionado pela Fundação Arquia e pela Cruz Vermelha Espanhola, será levado a cabo através do Departamento de Emprego desta instituição, especializada no apoio a pessoas que precisam de melhorar a sua empregabilidade, dispondo de uma vasta experiência no desenvolvimento de programas que promovem a inserção laboral com uma elevada taxa de resultados positivos.

Nas províncias em que o programa seja levado a cabo, é incentivada a colaboração das respetivas Associações de Arquitetos.

O Arquia Banca, no âmbito do seu compromisso social e de apoio aos profissionais da arquitetura, atuará como gestor do programa, em colaboração com o Departamento de Emprego da Cruz Vermelha, que assume o processo de reorientação e inserção profissional dos participantes.

O campo de ação do programa abarcará todo o território nacional, embora numa primeira fase seja desenvolvido na província de Sevilha, em colaboração com o Colégio Oficial de Arquitetos de Sevilha. Em 2017, foi levado a cabo um projeto-piloto na província de Granada, atingindo uma percentagem de participação de 50%.

O programa destina-se a profissionais diplomados de nível universitário do setor da arquitetura que precisem de reorientar a sua trajetória profissional e que se encontrem na situação de procura de novas oportunidades. Será dada prioridade aos profissionais com mais de 45 anos e/ou em situação de desemprego de longa duração.

 

mi área privada