Arne Jacobsen


Desenhos 1958-1965

Arne Jacobsen foi um grande designer. No seu período formativo, a Faculdade de Arquitectura entendia o desenho como uma ferramenta imprescindível para o domínio da profissão. Não era apenas um hábil mecanismo através do qual alunos e arquitetos conseguiam ofuscar o espetador com um falso virtuosismo diferenciado em relação a outras disciplinas.

O desenho lograva insistir no rigor geométrico e no estudo do espaço, materializar a sua realidade física e aprofundar a sua lógica construtiva, verificar a sua viabilidade, “texturas”, “Contraste” e “Cores” e, definitivamente, repercutir essas preocupações numa realidade global final.

Era uma atitude cultural do meio ambiente, onde os livros de viagens, as anotações e a análise da realidade assumiam a sua verdadeira dimensão, a que deveriam ter.

O olhar convertia-se numa ferramenta de trabalho. Era a principal qualidade do olho analítico; a capacidade já não se reduzia à mera destreza da mão.

Jacobsen possua essa dupla virtude dos arquitetos da sua geração: a sensibilidade de saber ver e a capacidade de o saber expressar convenientemente, algo absolutamente imprescindível no mundo da arquitetura.

O material da exposição é composto por 30 painéis de alumínio de 100 x 100 cm com 29 reproduções fotográficas (metacrilato mate antirreflexo).

Félix Solaguren-Beascoa de Corral (Bilbau, 30 de setembro de 1956) é Doutor arquiteto pela Escola Técnica Superior de Arquitetura de Barcelona e professor titular de Projetos Arquitetónicos da Universidade Politécnica da Catalunha desde 1990.


Inauguração
  • COA Segovia: 21/03/2002
Itinerâncias
  • COA Segovia: 06/11/2006 - 11/12/2006
  • COA Asturias: 14/12/2006 - 15/01/2007
  • ETSA LA SALLE Barcelona: 19/01/2007 - 02/03/2007
  • COA-BALEARES Balears: 08/03/2007 - 06/04/2007
 
  • CTA Valencia: 26/04/2007 - 25/05/2007
  • COA Ciudad Real: 31/05/2007 - 18/06/2007
  • COA Almería: 21/06/2007 - 20/07/2007

mi área privada